Internet das Coisas: benefícios e desafios

Vivemos um momento em que tudo está conectado. Fazendo uso das tecnologias WiFi, celular ou até mesmo Bluetooth, as máquinas passaram a se comunicar umas com as outras, tornando possível construir o denominado “smart environment”. Neste sentido, define-se como Internet das Coisas (IoT) a comunicação estabelecida entre máquinas e/ou “coisas” através da Internet. Como elementos-chave para seu funcionamento, estão os sensores e os demais dispositivos que tornam a comunicação entre as máquinas possível.

Quanto as suas funcionalidades, a IoT traz consigo a capacidade de tornar tudo ao nosso redor mais responsivo, ou seja, aumenta a capacidade das “coisas” ao nosso entorno nos trazerem respostas capazes de atender à determinadas demandas. Elas podem ainda nos trazer benefícios no tocante à produtividade, ao conforto, a praticidade e ao acesso rápido à informação. Em termos práticos, a utilização da IoT pode estar desde o monitoramento inteligente de nossa saúde (e.g. smart health), até o envio de alerta de alterações climáticas cujos efeitos impactariam nas plantações de um agricultor.

As expectativas quanto à sua utilização são sempre altas entre os executivos. Contudo, e segundo matéria publicada no site Mobile Time em 2018, 59% dos investimentos no setor ainda estão em estágio inicial no Brasil. Ainda assim, a Associação Brasileira de Internet das Coisas (ABINC) aponta como ponto promissor para o crescimento dessas redes o processamento inteligente de dados. A associação defende ainda que os governos devem assegurar um aumento da segurança nos dispositivos que estão conectados para garantir a segurança da informação que está trafegando.

Além da segurança da informação, trabalhar com IoT traz consigo desafios complexos que dependem da fonte limitada de energia dos dispositivos que compõem a rede que, por sua vez, pode afetar a disponibilidade do sistema como um todo, da precisão, da interoperabilidade, da compatibilidade entre os sistemas e da mobilidade. Pesquisadores a todo momento buscam estratégias para mitigar os impactos causados pelos fatores citados acima a fim de tornar a IoT cada vez mais confiável para que sua utilização proporcione maior conforto, qualidade de vida e prosperidade à vida dos usuários da tecnologia.

Por Bruna Alves

Pesquisadora Industrial do ISI-TICs

https://www.linkedin.com/in/bruna-alves-580b76181/

Deixe uma resposta