Rota 2030 é apresentado em workshop realizado na Casa da Indústria

Representantes da cadeia automotiva regional se reuniram na Casa da Indústria, nesta quinta-feira (17), para participar do Workshop Rota 2030. O evento trouxe para os participantes detalhes sobre os projetos prioritários cadastrados no Rota 2030, programa do Governo Federal que define regras para a fabricação e comercialização de automóveis no Brasil nos próximos anos, incluindo metas de aportes em Pesquisa e Desenvolvimento. A expectativa é de que, nos próximos cinco anos, o programa consiga arrecadar R$ 1 bilhão para o investimento em inovação. A abertura do evento contou com a presença da Diretora Regional do SENAI-PE, Camila Barreto, que colocou o SENAI e o ISI-TICs à disposição para ajudar no desenvolvimento da indústria.

Os recursos obtidos pelo projeto serão distribuídos para cinco entidades que irão executar os projetos prioritários em parceria com Institutos de Ciência e Tecnologia e universidades, que já estão aptas a desenvolver suas ações. As instituições responsáveis pela gestão dos recursos foram anunciadas no último mês de setembro, após processo de seleção feito pelo Ministério da Economia. A lista contempla o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação (Embrapii); a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa de Minas Gerais (Fundep); e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Com exceção do BNDES, todas as entidades apresentaram seus projetos durante o workshop.

Gerente de Inovação e Tecnologia do SENAI Nacional, Vanessa Canhete apresentou detalhes do projeto prioritário desenvolvido pela instituição, batizado de “A³ – Alavancagem de Alianças para o Setor Automotivo”. O projeto contempla três módulos, com foco no incremento de produtividade da cadeia automotiva: Desenvolvimento de Competências, Hands-on e Piloto para produtividade. “Para esse projeto, o SENAI conta com a rede dos Institutos SENAI de Inovação, focados em áreas transversais, e com os Institutos de Tecnologia, que são direcionados para as áreas estratégicas de cada regional”, explicou.

O Workshop Rota 2030 está sendo promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA) com o objetivo de tornar o programa acessível para todos os fornecedores da cadeia automotiva. “O importante é que todas as empresas, montadoras ou não, saibam que as instituições coordenadoras já estão disponíveis para receber projetos. “O Rota 2030 tem um objetivo nobre que não visa o desenvolvimento de uma empresa específica, mas de todo o País”, comentou o supervisor de Desenvolvimento de Negócios da FCA e representante da AEA, Gustavo Bicalho.

Deixe uma resposta