ISI-TICs desenvolve plataforma para Olimpíada de Desenvolvimento Espacial e Aplicações

Com o objetivo de incentivar a formação de futuros cientistas, a Agência Espacial Brasileira (AEB) lançou, na última quarta-feira (28), a Olimpíada de Desenvolvimento Espacial e Aplicações (ODE). A competição visa a promover a divulgação de temas espaciais e a capacitação de estudantes de escola pública e, nessa primeira edição, irá propor desafios na área de sensoriamento remoto: cada equipe irá receber um drone, que será utilizado para a tomada de fotos aéreas. As imagens serão compartilhadas em uma plataforma educacional, desenvolvida pelo Institutos SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs) e Sistemas Embarcados (ISI-SE), localizados em Pernambuco e Santa Catarina, respectivamente.

O lançamento da ODE ocorreu no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, localizado em Parnamirim (RN), uma das cidades que irá receber a competição. Além dela, participarão, também, estudantes dos municípios de Alcântara (MA) e de Florianópolis (SC). Todos eles utilizarão a plataforma educacional que poderá receber, ainda, imagens de satélites selecionadas pelo time e informações ambientais, como altura na qual a foto foi tirada, temperatura e hora local, por exemplo.

A plataforma poderá ser usada também para que os times, formados por quatro alunos e um professor, possam interagir entre si. “Os dois ISIs se dedicaram à iniciativa da AEB por reconhecerem a importância de oferecer às crianças que estudam em escolas públicas a oportunidade de terem mais acesso à ciência. Queremos mais crianças sonhando em ser astronautas”, explicou a designer-chefe do ISI-TICs, Yvana Alencastro, que também atuou como gerente do projeto na unidade.

Deixe uma resposta