NFC: Tecnologia que nos aproxima do futuro

Tecnologia sem fio que permite a troca de informações por aproximação física, a NFC (do inglês Near Field Communication) pode ser utilizada a uma distância de alcance de até 10 centímetros. O padrão dessa tecnologia é definido pelo NFC Fórum, cujos membros são um grupo de empresas de grande porte, do qual fazem parte a Google, a Samsung e a Microsoft.

Projetada com o objetivo de atender empresas que fornecem serviços IoT (do inglês Internet of Things), a NFC oferece inúmeras possibilidades de aplicações. Algumas marcas que produzem Smartphones têm comercializado seus aparelhos com a NFC já implementada, tornando-se parte importante na disseminação do uso da tecnologia que se dá através da aproximação.

No tocante ao funcionamento, basicamente um link de radiofrequência é criado entre dois aparelhos que possuam a tecnologia implementada de modo a tornar possível a transferência de dados. Contudo, e diferentemente de como ocorre com o bluetooth, com a NFC não há necessidade de que se estabeleça um pareamento entre esses dispositivos.

Primeiramente implantada nos Estados Unidos para fins de compra de bilhetes de trem e ingressos, hoje a tecnologia já se expandiu para o Japão, para alguns países da Europa e para o Brasil, que é o primeiro país da América Latina a utilizá-la. No Brasil, suas primeiras aplicações foram voltadas para o transporte público e estima-se que pouco mais de 40 estações de metrô do Rio de Janeiro já possuem dispositivos NFCs instalados em suas catracas.

Um artigo publicado recentemente pelo Jornal NOTISUL aborda a temática da utilização da NFC em um contexto de cartão de crédito. Alegando fatores como segurança e possibilidade de organização de gastos, os autores afirmam que a tecnologia poderá tornar desnecessária a utilização dos cartões de créditos de plástico, uma vez que alguns equipamentos poderão substituí-los.

Alguns empresários, no entanto, afirmam que esse ainda é um ponto questionável pois os cartões de crédito de plástico são atingíveis a todas as classes sociais, o que não ocorre quando se trata de produtos tecnológicos. Por outro lado, muitas empresas têm feito investimentos e apostado na implantação da NFC em seus produtos pois o fato dela ser uma tecnologia sem fio abre um leque de possibilidades de aplicações nos mais diversos setores.

Por Bruna Alves
Pesquisadora Industrial do ISI-TICs
https://www.linkedin.com/in/bruna-alves-580b76181/

Deixe uma resposta