ISI-TICs apresenta dois cases no 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Nos dias 10 e 11 de junho, o Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs) participa da 8ª edição do Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em São Paulo.

Durante o evento, que traz palestrantes internacionais e nacionais para debater as inovações desenvolvidas no Brasil e por países referência no tema, o ISI-TICs vai apresentar dois cases de sucesso, o MInA (Minha Indústria Avançada) e a Chopeira 4.0, ambos desenvolvidos pelo instituto em parceria com a empresa catarinense Harbor e a pernambucana Ekäut, respectivamente.

A Chopeira 4.0 participa do Summit SENAI 4.0, que reúne 41 cases divididos em quatro categorias: otimização, requalificação, digitalização e inovação, no qual concorre o projeto do ISI-TICs. Todos serão avaliados pelo público, que votará nos melhores projetos de cada categoria. Os vencedores ganharão R$ 40 mil reais para investimentos.

O  8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria aborda temas como tendências da inovação e o futuro do trabalho. O espaço de 12.500 metros quadrados no São Paulo Expo reunirá nos dois dias de evento o que há de mais moderno em termos de tecnologia. Serão 18 painéis com 19 palestrantes internacionais, de 12 diferentes países, e 31 brasileiros para debater a inovação.

Chopeira 4.0

A Chopeira 4.0 é uma máquina robotizada que funciona controlada via internet, por meio do celular ou cartão do cliente. A máquina pode ser utilizada como uma vending machine de chopp ou até mesmo integrar uma ação promocional da marca. De acordo com João Tragtenberg, pesquisador Industrial do ISI-TICs à frente do projeto, “a Chopeira 4.0 nasceu focada na IoT, Internet of Things (Internet das Coisas), tendência ligada ao panorama atual das indústrias. Dentro desse cenário, informações sobre a produção e o atendimento aos consumidores se tornam mais fáceis de acessar, auxiliando nas tomadas de decisões e criando novas possibilidades de negócios. O produto inteligente, capaz de fornecer informações sobre seu desempenho, é um importante vetor no aumento da produtividade”.

MInA

O MInA é uma plataforma na nuvem que utiliza hardware comercial de coleta de dados de sensores distribuídos nos equipamentos do chão de fábrica. Ele conta a produção, detecta paradas de forma automática e também registra problemas de qualidade. A partir desses dados, é possível acompanhar e avaliar a produção em tempo real, inclusive em smartphones e tablets. Para usar o MInA, basta apenas a disponibilidade de um link de internet. A instalação é feita em três etapas que podem ser concluídas em uma semana: instalação e conexão dos sensores, cadastro dos dados e treinamento dos usuários.

“A solução não exige um hardware específico. O foco é na plataforma de software, responsável por processar os dados coletados e transformá-los em informações úteis para orientar ações que podem ser tomadas imediatamente e reduzir perdas na linha de produção”, destaca Bruno Brasil, consultor de inovação do ISI-TICs e responsável pela operação do MInA. A solução também gera automaticamente indicadores usados por supervisores, diretores e gerentes de produção e manutenção. Atualmente, o MInA atende a 49 empresas em todo o território nacional, sendo pelo menos uma empresa em cada Estado.

 

Deixe uma resposta