Casos de aplicação de IoT na indústria pelo ISI-TICs – Parte I

Foto: industry4her.com

Inserida no contexto de transformação digital das empresas, a Internet das Coisas (IoT) tem como seus cases de maior sucesso na indústria a conexão entre fábrica e produto e interconexão de elementos mecânicos isolados, tornando assim tanto a cadeia de produção, quanto o produto final em uma ferramenta de coleta de dados. Uma realidade da condição atual das indústrias que não estão instrumentadas para, por exemplo, terem uma visão em tempo real da sua produção, da disponibilidade dos equipamentos e da produtividade.  Diferente de um processo de telemetria convencional, o monitoramento com as ferramentas de IoT possuem um menor custo de implementação e maior agilidade.

Como maneira de divulgação dos casos de aplicação da IoT na indústria já implementados pelo Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs), este post inicia uma sequência com os cases implementados. Inicialmente apresentaremos aplicações na área de logística, a partir do projeto Reciclapac e do projeto SWAN, no setor de utilities.

Utilities

O setor de utilities, que considera a eletricidade, água e o gás, ou seja, as empresas dos setores de produção, comercialização e distribuição desses bens, é amplamente beneficiado pelos novos dispositivos inteligentes para medição individual. Um case na área de utilities, desenvolvido para a Empresa SEIP 7 pelo ISI-TICs em conjunto com o ISI Microeletrônica, é o projeto Smart Water Network (SWAN), que fornece um acompanhamento do consumo de utilities de baixo custo e simples implementação. Apesar de aplicável a qualquer utility, o foco inicial do SWAN é a medição do consumo de água, mais especificamente detecção de vazamentos e consumos fora do padrão. Seu diferencial fica por conta da aplicação multi-domínio, podendo ser aplicado a indústrias, residências, agricultura e comércio.

A solução SWAN conta também com técnicas de inteligência artificial para detectar e apontar possíveis vazamentos no sistema de distribuição, além da aprendizagem do consumo das unidades e uma indicação de melhores práticas de consumo com base na informação coletada. Outra característica que diferencia o medidor SWAN de modelos similares é a presença de comunicação LoRaWAN, o que permite um baixo consumo de energia e longo alcance de comunicação entre o medidor e a estação base coletora de informações (gateway), permitindo assim sua aplicação gerenciada em cenários de grande extensão territorial que demandem menores investimentos em manutenção.

Embalagens Logísticas Inteligentes

Outro case desenvolvido pelo ISI-TICs e o ISI Materiais Avançados para a Empresa Reciclapac pode ser caracterizado na área de logística, envolvendo o rastreamento de produtos a partir de embalagens inteligentes. Baseado na complexidade e custo de algumas embalagens, como peças automotivas e cargas especiais, o extravio dessas embalagens – ainda que o produto tenha seguido seu ciclo esperado – representa alto custo para os fornecedores. Assim, o gerenciamento das embalagens e produtos é realizado a partir da IoT.

O projeto Reciclapac baseia-se no gerenciamento de embalagens a partir da geolocalização em tempo real utilizando a tecnologia Sigfox para transmissão de dados. Como nova tecnologia habilitadora da IoT, o Sigfox possui baixo consumo de energia e alto range de comunicação, permitindo o rastreamento da carga e sua embalagem. Além da geolocalização, outro diferencial do Reciclapac é o gerenciamento de informações associadas às embalagens.

Deixe uma resposta