O que os consumidores pensam sobre Inteligência Artificial?

Foto: saleshacker

A Inteligência Artificial (IA) deixou os laboratórios e as fases de experimentação e se apresenta como um agente transformador de vidas e do trabalho. Diversos assistentes virtuais, como siri, alexa e outros, vêm proporcionando novas experiências aos usuários e se tornando ferramentas do cotidiano. Apesar de diversas iniciativas, que envolvem algum tipo de IA, estejam funcionando a todo vapor, poucas empresas se preocupam em como os consumidores vêm a aplicação de IA no dia a dia para que a partir disso possa engajar mais usuários em novas experiências envolvendo IA. Nessa perspectiva, foi feito uma pesquisa pelo Pega com 6,000 adultos para entender o que os consumidores sabem e esperam da IA.

57% dos consumidores entrevistados indicaram ter conhecimento que a IA é capaz de aprender, habilidade que capacita uma máquina ou sistema de, a partir de um treinamento, ser capaz de aprender novas tarefas assim como um ser faz humano. Além disso,  50% dos entrevistados apontaram que IA pode ser boa em resolver problemas e 51% afirmaram ter conhecimento que uma IA pode raciocinar logicamente. Essas duas habilidades são perfeitamente desempenhadas por humanos e possibilita que sistemas e máquinas, de fato, possam replicar habilidades humanas.

A IA muitas vezes funciona de forma transparente ao usuário final. Um assistente virtual por exemplo pode atender as expectativas de um consumidor, de forma muito semelhante a humana, sem necessariamente se apresentar como uma IA. Apesar de apenas 34% dos consumidores entrevistados terem revelado explicitamente que já interagiram com uma IA, a pesquisa mostrou que na verdade pelo menos 84% já utilizou alguma forma de IA recentemente em ferramentas preditivas, assistentes virtuais, recomendações online e etc.

Outro dado importante revelado pela pesquisa é de que 55% dos usuários que se declaram conscientes de terem interagido com algum tipo de IA recentemente se sentem confortáveis em interagir com IA. Ou seja, os consumidores que utilizam IA no dia a dia de forma consciente reconhecem sua importância e eficiência e se sentem confortáveis com isso.

Além de se investir bilhões em estudos e novas ferramentas que envolvam IA, é necessário que se busque um maior engajamento dos consumidores para que se confie mais em resultados gerados por não humanos através de IA em tarefas que tradicionalmente necessitam, ou que pelo menos necessitavam, de habilidades humanas.

Mais informações sobre a pesquisa podem ser encontradas aqui!

Deixe uma resposta