MQTT: O padrão de comunicação para IoT

Foto: Tech Target – IoT Agenda

Outra preocupação com a rápida expansão da aplicação da Internet das Coisas e objetos conectados, é a definição de um protocolo universal e simples para sensoriamento e coleta dos dados a partir dos diversos sistemas ciber-físicos. Objetivando aplicações de telemetria e monitoramento remoto, o protocolo MQTT (do inglês, Message Queueing Telemetry Transport) aparece como uma solução simples e eficiente. O MQTT é fundamentado no modelo publicador-subscritor, permitindo que os dispositivos sejam conectados a tópicos específicos, como envio da informação de temperatura ambiente. Quando outro dispositivo publica uma mensagem em um tópico subscrito, o broker encaminha a mensagem para qualquer cliente que tenha se inscrito.

Os endpoints, dispositivos gerais, no protocolo MQTT são publishers de informação, enquanto que os elementos responsáveis por processar os dados são considerados subscribers. Ainda na definição do protocolo, o elemento broker realiza o papel intermediário na distribuição dos dados entre publishers e subscribers. O protocolo é leve no sentido que os clientes são pequenos e usa a largura da banda da rede com eficiência.

Alguns recursos distintos do protocolo são: protocolo de publicação/assinatura, fornece distribuição de mensagens de um para muitos, a publicação/assinatura desacopla aplicativos, protocolo independente do conteúdo da mensagem e execução através de TCP/IP. Confira mais sobre o protocolo no site da IBM, e entenda o motivo para o MQTT ser um dos melhores protocolos de rede para a Internet das Coisas.

Deixe uma resposta