A arte de Aprender Imitando é dominada por Robôs

Foto: EMBODIED INTELLIGENCE

Muito comum em crianças, principalmente nos primeiros anos de vida, a aprendizagem utilizando imitações está muito relacionada com a aprendizagem a partir de observações. A possibilidade de ter robôs que consigam aprender utilizando esse tipo de aprendizagem vem sido discutida desde os anos 90. Iniciativas em domínios diversos, tais como: militar, agriculturabuscaresgate e até mesmo na construção civil, lideraram as primeiras iniciativas nessa área devido a grande dificuldade de programar manualmente robôs para lidarem com diferentes situações.

A partir de demonstrações, robôs passam a ser muito mais generalistas, isso possibilita a execução de diversos trabalhos que exigem diferentes habilidades de forma rápida em ambientes tidos como complexos, inesperados e não estruturados. Já é possível fazer com que robôs consigam aprender através de redes neurais utilizando apenas um exemplo humano. A replicação dos movimentos humanos pode ser feita mesmo se forem mudadas as condições iniciais de cada movimento, ou seja, não é necessário que sejam repedidas as mesmas condições do momento que foi ensinado para que o robô repita o mesmo movimento. Outra startup chamada “Embodied Intelligence” vem conseguindo bons resultados treinando robôs a partir de óculos de realidade virtual e inteligência computacional.

Fazer um movimento e, em segundos, um robô, através de imitações, conseguir fazer o mesmo com a mesma eficiência, precisão, repetidamente e em diversas condições, com apenas um exemplo, já é possível através da inteligência computacional.

Deixe uma resposta