Predizer o futuro ou apenas analisar o passado? Como Inteligência Artificial vai mudar a forma com que empresas tomam decisões.

Foto: Bankrate

Segundo previsões do Gartner, até 2020 o uso de inteligência computacional vai atrair cerca de 40% dos investimentos relacionados com Business Intelligence (BI) de diversas empresas. O termo BI foi criado pelo grupo Gartner para reunir aplicações, infraestrutura, ferramentas e até mesmo melhores práticas que possibilitam a análise de informações para otimizar decisões. Estamos falando de relatórios gerenciais que analisam tendências, consolidam informações e que muitas vezes necessitam muito da experiência de analistas para a tomada de decisão em empresas.

Até alguns anos atrás, a grande dificuldade era armazenar muitos dados. Hoje, torna-se quase impossível analisar muita informação sem o uso de alguma ferramenta inteligente. A nova geração de relatório não visa apenas melhorar a visualização dos dados, a nova tendência é fazer com que esses dados sejam usados de forma preditiva. Sim, estamos falando de prever o futuro!

Verificar apenas que o número de vendas de uma determinada empresa caiu no mês de janeiro é uma informação útil, mas saber o que levou essa queda de forma inteligente deve ser muito mais útil para prever que o número de vendas vai cair em outros meses no futuro. De posse desse tipo de informação, fica mais fácil prever o que vai acontecer com seu mercado com muito mais precisão em vez de apenas compreender o passado.

Deixe uma resposta