A importância de edge computing para IoT

Fonte: YouTube – Canal Kev LIU

Com a previsão que 25 bilhões de dispositivos estarão conectados a internet até 2020, o desafio agora torna-se como processar e trafegar todo volume de dados produzidos por todos estes dispositivos. Anteriormente foi mostrado a importância da fog computing que permite de certa forma um processamento, análise e armazenamento de dados de forma mais ágil.

Outra ferramenta que se torna aliada para redução do tráfego e alto processamento na nuvem é a técnica de edge computing, que pode ser resumida como parte do processamento que é feito na nuvem na camada mais baixa, seja esta o gateway da rede ou dispositivo embarcado.

A diferença básica entre fog e edge computing fica por conta de onde a inteligência e processamento computacional é implementada. Utilizando fog computing a inteligência é aplicada na rede local (LAN), como um processamento em um gateway IoT. A técnica edge computing aplica a inteligência e poder de processamento diretamente no dispositivo embarcado, aplicando assim diretamente na camada de percepção da rede IoT.

Com objetivos praticamente iguais, porém implementações diferentes, tanto edge quanto fog computing tornam-se técnicas importantes para redução do tráfego e otimização de alguns parâmetros da rede.

Deixe uma resposta